Jamila Mafra
Site Oficial da Autora
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário Textos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks


Minha coletânea poética Meu Jardim Secreto na Amazon:
https://lnkd.in/dk7r-2z

O mundo está doente,
Na UTI da alma,
Também estou perturbada,
Sempre muda
Não revoluciono nada,
Minha mente está cansada.
 
O mundo está doente,
Desmoronando aos poucos,
Seres humanos loucos
Mendigando um do outro
Um sentimento quase morto.
 
A Terra ainda gira,
Mas eu nem sei por que.
Não tem amor, não tem prazer,
Só vejo olhares deprimentes
Tentando sobreviver.
 
Como é que pode alguém dizer
Com todas as letras que me ama
E depois me humilhar
Com tantas palavras medonhas?
 
Não tem amor, não tem prazer,
Só vejo olhares furiosos
Se der a hora no relógio
E eu não tiver nas mãos
O dinheiro pra ajudar
Nas despesas e no pão
!
 
Não tem amor, não tem prazer,
Só vejo olhares deprimentes
Tentando sobreviver.
 
Desilusão é inevitável,
Nada é o que queremos,
E quando vem o inesperado
A dor é incomparável.
 
Eu tenho pena das crianças
Que nascem nesse mundo falido,
Algum dia chega a hora
De ver tudo destruído.
 
O mundo está doente,
Desmoronando aos poucos,
Seres humanos loucos
Mendigando um do outro
Um sentimento quase morto.
 
O mundo está doente,
Na UTI da alma,
E eu vou seguindo em frente
Na solidão que me devora.
 
Não tem amor, não tem prazer,
Só vejo olhares deprimentes
Tentando sobreviver.
 
Seres humanos loucos
Mendigando um do outro
Um sentimento quase morto.

A hora no relógio
É sempre traiçoeira,
Leva embora os bons momentos
E a solidão é a certeza. 

JM JAMILA MAFRA

 
Jamila Mafra
Enviado por Jamila Mafra em 01/10/2018
Alterado em 01/10/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários